Poucos imaginariam que o uso do OCR pudesse chegar tão longe. O escândalo envolvendo celebridades internacionais com lavagem de dinheiro e recursos não declarados em paraíso fiscal, utilizou um software da empresa Nuix para indexar,relacionar e transformar em textos diversas imagens e PDFs. Foram 11 milhões de documentos e 5 milhões de e-mails analisados totalizando 2,6 Terabytes de informação. A partir de algumas regras foram relacionados nomes nos documentos com o remetente de emails facilitando o trabalho do Consórcio Internacional de Jornalismo Investigativo (ICIJ).

O blog do CEO da Nuix tem mais detalhes.