A Lei de Acesso a Informação (LAI nº 12.527/2011), vem movimentando o setor público em busca da sua adequação. A LAI garante ao cidadão toda informação não qualificada como sigilosa ou restrita.

A gestão da documentação é pilar fundamental para o cumprimento da atual legislação, uma vez que os órgãos têm 20 dias (prorrogáveis por mais 10 dias) para dar uma resposta ao cidadão. Para disponibilizar as informações à sociedade, os órgãos públicos precisam ter processos bem definidos de registro e arquivamento, padronização de classificação, indexação eficiente e acesso imediato. Ou seja, não basta digitalizar os documentos para garantir uma recuperação eficiente. A classificação e indexação destes conteúdos é um fator crítico de sucesso. Estes pontos ainda dependem de um detalhamento da lei.

O mercado pode ajudar e acelerar este processo desde que ofereça não só sistemas, mas também auxilie com práticas amadurecidas de tratamento documental. Ou seja, a capacitação do pessoal é outro desafio que mexe diretamente com a cultura do grupo.