Na semana passada conhecemos a Omneek, empresa que trabalha com um sistema especialista de inteligência semântica, uma ferramenta ambiciosa quanto à ajuda na recuperação da informação pelo usuário.

infi-week-omineek

Há alguns anos os grandes ECMs mundiais vêm investindo na redução dos formulários de indexação, responsável por grande parte da insatisfação dos usuários em publicar documentos nestes repositórios. Ninguém gosta de ficar preenchendo fichas de classificação. Para reduzir esta barreira de adesão as principais empresas do ramo investiram pesadamente em potentes algoritmos de busca, OCR etc. Porém, estes motores trabalham com a raiz das palavras e não com o seu significado. De uma forma simplista esta é a principal diferença da ferramenta da Omneek que propõe um algoritmo que “aprende” com o acervo de documentos já classificados para ser utilizado nos documentos futuros. Ou seja, com base no legado consigo classificar os novos documentos.

A aplicação mais comum é a busca semântica em um site de e-Commerce onde o usuário coloca o item desejado e aparecem produtos correlatos. Quem já não pesquisou o preço de uma TV e o resultado da busca trouxe cabo, suporte para TV entre outros.  Além disso o uso de inteligência artificial otimiza a experiência do usuário com o atendimento a dúvidas (FAQ) a partir do uso da linguagem natural.

Mas existem outras aplicações mais robustas como a análise de peças processuais indicando prováveis sentenças no ramo Jurídico.

Vale a pena conhecer.