Apesar de lenta a certificação digital segue permeando seus atributos na gestão documental. Estima-se que no Brasil já tenham sido emitidos 5.000.000 de certificados digitais. Pouco, se considerarmos o universo de 200 milhões de habitantes.

A Associação Paulista de Medicina (APM) anunciou que desde o dia 1º de abril oferece atestados médicos com certificação digital a fim de coibir práticas fraudulentas. O custo do atestado é de R$ 1,00. Para adquirir o atestado com certificação, os médicos ou empresas de medicina de grupo devem possuir o e-CPF ou e-CNPJ.

Esta iniciativa vem responder a uma ação da Polícia Militar de São Paulo que apreendeu mais de mil atestados médicos falsos recolhidos na cidade em apenas dois dias em novembro de 2009.

De olho neste mercado a Auto fax lançou o Acerte – trata-se de um software gratuito de assinatura de documentos eletrônico que permite a sua entrega e validação jurídica pela internet, com garantia da integridade dos dados.

O sistema também permite o armazenamento, visualização, inclusão e remoção de documentos eletrônicos através da utilização de assinaturas digitais, independentemente do formato ou extensão.

O fluxo de dados pela internet funciona basicamente desta forma: uma empresa encaminha via website o documento a ser assinado por outra empresa. Esta última faz o download do componente Acerte no momento da assinatura eletrônica. Imediatamente, o componente envia um certificado para validação e a assinatura é retornada e submetida a uma URL da primeira empresa. No servidor de assinatura da Autofax é possível validar a cadeia e o certificado de acordo com as regras ICP Brasil, consultar a lista de certificados revogados, incluir um carimbo do tempo, além da autenticação e contabilização dos acessos.

O sistema suporta operações em lotes de documentos com automação da assinatura por meio de script.